Pastor Lobo: músicas do primeiro álbum passeiam por diferentes estilos, do rock ao ska

Com 11 faixas, o álbum Sem Ofensas já está disponível em todas as plataformas digitais

Por Carla Maio

Uma pitada de sarcasmo, outro tanto de ironia, a dose exata para divertir astutos e levar o entendimento para fora da caixinha. Formada no final de 2018, em São Paulo, Pastor Lobo é uma banda composta por Alex Dias (voz e violão), Binho (guitarra), Neto Canto (contrabaixo) e Júlio Nunes (bateria). Em meio a algumas “(in)verdades”, debatidas sempre em tom de bastante respeito, Pastor Lobo comemora o recém lançamento de seu primeiro álbum Sem Ofensas, já disponível em todas as plataformas digitais.

Com produção de Daniel de Sá e arte de capa de Cecilia Arguello, Sem Ofensas possui 11 faixas, compostas a partir do hábito de observar o cotidiano. Nelas, predominam letras viscerais para abordar temas como religião, política, pedofilia, descaso com o planeta, corações partidos, e arranjos delirantes, verdadeira muvuca rítmica que nos leva em um passeio pelo rock, pop, baião, ska, reggae, metal, música brasileira, entre outros.

Em meio a essa variedade de ritmos e temas, sobra espaço para abordagens bastante críticas: “O trabalho da Pastor Lobo surgiu da necessidade de agregar novas influências é ideias, diante dos escombros dessa pós-guerra musical que assolou esse tão confuso mundo”, desabafa Alex Dias, vocalista da banda.

A “fama” da Pastor Lobo precede o nome da banda. No momento em que a produção do álbum teve início, surge a personagem Pastor Lobo, uma espécie de ponto de equilíbrio, responsável por direcionar todo esse trabalho de produção. “O nome da banda não teve que ser pensado; ele simplesmente apareceu na nossa frente. Esse nome pode sugerir uma infinidade de interpretações, tanto nas questões espirituais, psicológicas, é até mesmo no campo político da coisa”, explica Alex.

Sintonizar as antenas, separar o útil do fútil, temperar tudo isso com distorção e poesia. De forma quase intuitiva, a música é instrumento de desabafo, um jeito de colocar para fora aquilo que não estamos habituados a ouvir sem melodia. A autenticidade pertencente ao DNA da Pastor Lobo motiva o amor, a dedicação e a busca incessante por conhecimento.

Aos céticos de mente aberta, a banda chama a atenção: “Não se ofendam, meus irmãos ovinos ou canis se a espinhosa carapuça da mensagem que antecede o play te incomodar a alma”.

Para acompanhar o trabalho da Pastor Lobo nas redes sociais, acesse:
https://web.facebook.com/bandapastorlobo/
https://www.instagram.com/bandapastorlobo/?hl=pt-br
http://www.pastorlobo.com.br/