ACRG recebe primeira doação de instrumentos

Sabe aquele violão sem cordas que você ganhou aos 12 anos e insiste em deixar guardado em cima do guarda roupa? Para você que sempre achou que “se livrar” de um instrumento não é apenas uma questão de desapego, saiba que a Associação Cultural Rock Guarulhos está recebendo doações de artigos de música e instrumentos.

As primeiras doações já começaram a chegar. Na semana passada, o securitário Daniel Xavier, de 31 anos, cedeu para a Associação alguns instrumentos que usava na época em que tocava com a banda C-Real, dentre eles um teclado, um bongo e outros artigos de percussão.

Alfaia e Teclado Controlador Midi e outros instrumentos de percussão foram doados e serão reutilizados pela associação

A Associação aceita doações de instrumentos em quaisquer condições. A expectativa é de que, depois de reformados, eles possam ser utilizados em projetos sociais com crianças e jovens carentes da cidade ou mesmo em outras iniciativas da associação.

Interessados em doar podem entrar em contato com a ACRG pelo email [email protected] ou pelo website http://acrockguarulhos.com.br/

Vida nova para instrumentos velhos

Daniel Xavier, que além de compositor, tocava teclado e percussão na banda C-Real, viu na iniciativa da ACRG uma oportunidade de fazer outros jovens tão felizes quanto ele e seus camaradas de banda foram na época em que tocavam juntos, numa época em que a cidade era referência do rock’n’roll nacional.

“Quando a banda acabou em 2012, eu acabei guardando os instrumentos com a esperança de voltarmos a tocar um dia, mas a rotina nunca nos permitiu, o tempo foi ficando cada vez mais escasso”, lamentou.

Daniel, utilizava os equipamentos em shows da sua finada banda C-Real

Para Daniel, os instrumentos doados têm um significado muito especial, pois remetem a um período de efervescência, criação e genialidade, particularidades e acontecimentos dos ensaios e shows. “Me dava um aperto no coração vê-los parados e empoeirados, num canto na casa dos meus pais; tentei vendê-los, então eu comecei a refletir sobre como foi difícil adquiri-los, queria que eles continuassem a ter esse significado especial”, concluiu o músico.

Daniel conta ainda que, depois que doou os instrumentos para a ACRG, sentiu alívio e leveza e que ficou satisfeito em saber que os instrumentos serão utilizados novamente, o que vai permitir que os instrumentos tenham vida nova.

Emocionado, Daniel vê na inciativa da Associação Cultural Rock Guarulhos as sementes de renovação da cena rock na cidade, troca de energia, ideias e aprendizagens, uma esperança de ter aqueles tempos de volta e de dar um rumo glorioso para a vida de muitos jovens.