Associação Cultural Rock Guarulhos realiza CarnaRock 2019 no Calçadão da Dom Pedro II, no centro

No próximo dia 9 de março, sábado, a partir das 14h, a Associação Cultural Rock Guarulhos (ACRG) promove o CarnaRock 2019, grande espetáculo musical que acontece no Calçadão da Rua Dom Pedro II, no centro de Guarulhos. O evento é gratuito e conta com shows de bandas Guerrilha, Astafix, Rise to Face, Firegun, Doma, Jonnata Doll & Os Garotos Solventes, Mr Huddy e Kalango Kid, uma galera engajada em mostrar todo o peso e sonoridade de suas parafernálias instrumentais.

Em sua 3ª edição, o CarnaRock traz ao palco bandas autorais guarulhenses e de outras cidades, de diferentes vertentes, do metal extremo ao Hard Rock, sem desprezar boas doses do rock’n’roll tradicional. Essa mistura de estilos tem como objetivo oferecer ao público um recorte rico e criativo das recentes produções das bandas nacionais, uma forma de potencializar e dinamizar a cena underground.

Além dos fãs de rock que comparecem em peso para prestigiar o CarnaRock, a iniciativa conta as valiosas parcerias da Prefeitura de Guarulhos, Falcões Moto Clube, Naja Moto Clube, Capiroto Entertainment e Rádio Web Stay Rock Brazil, além de patrocínio da The Beer Factory.

Em sua primeira edição, em 2017, o CarnaRock levou um público arrebatador ao Calçadão da Rua Dom Pedro, no centro da cidade, mais de 1500 fãs de rock em pleno feriado de Carnaval. No ano passado, o evento aconteceu no palco externo do Centro Cultural Adamastor e contou com mais de 2 mil pessoas, que lavaram a alma em apresentações espetaculares.

Atualmente, a AC Rock Guarulhos conta cerva de 4500 seguidores nas redes sociais e mais de 300 associados, entre músicos, produtores, jornalistas, fotógrafos, designers e militantes da causa rock’n’roll.

Conheça as bandas que compõem o lineup do evento:

Astafix

Formada por Wally (vocal e guitarra), Ayka (baixo e vocal), Cássio Vianna (guitarra) e Thiago Caurio (bateria), a Astafix lançou seu primeiro álbum “End Ever” em 2009. No mesmo ano, foi considerada revelação do metal nacional pela revista Roadie Crew. Em 2010, fez sua primeira turnê no Brasil passando pelo Nordeste, Sul e Sudeste. Já em 2011, a banda fez seus primeiros shows fora do país, passando pelo Chile e Argentina, e logo em 2012 alcança a Europa em turnê por países como Portugal, Espanha, Holanda, Alemanha, Bélgica e Rússia. Em 2014, depois de uma pausa para absorver a irreparável perda do amigo e guitarrista Paulo Schroeber, voltam com nova formação, com o músico Cassio Vianna assumindo as guitarras e em 2015 lançam “Internal Saboteur” e, em 2017, três videoclipes: “Help us All”, “Blood Sun” e “Bad Blood”. Atualmente, a banda esta compondo material para um novo álbum de estúdio.

Rise to Face

O Rise to Face tem fortes influências de nomes de peso como Mad Ball, Hatebreed, Slayer e Terror, a banda assume letras que falam da realidade caótica do país e, principalmente, das periferias das grandes cidades.

A banda foi formada em 2013 e levou um tempo até que, recuperados da morte repentina do guitarrista Dinhoux Vargas, decidissem dar continuidade a um trabalho sonoro que tem tudo para dar certo. A banda retomou o processo de composição em 2016 e, com a recente saída do guitarrista Henrique Gregório, substituído por Anderson Rodrigo, promete fazer muito barulho. Em 2017, o Rise to Face gravou seu primeiro single, “O ódio te dominou”, composição que marcou definitivamente a identidade da banda, com agressividade e riffs marcantes.

Recentemente, a banda lançou o videoclipe da música “Levante-se para Enfrentar”, single que fala das batalhas diárias, da realidade nua e crua e dos inúmeros tropeços de quem está na luta por uma vida melhor.

Guerrilha

Em forte contraponto ao cenário rock pós anos 2000, a banda Guerrilha, quarteto formado por Kbça (vocal), Jimmi (guitar), Punk (baixo) e Nicolas (batera), busca unir a poética das letras dos anos 80 com sonoridade rítmica e melódica dos 90. Para tanto, a banda absorve inúmeras vertentes musicais que percorrem com desenvoltura as ressonâncias do grunge, punk rock, H.C., funk o’ metal, nu metal e rap, sempre em diálogo com os ricos elementos da música brasileira. Marcante, o discurso de diretriz política e social apimenta as composições e empunha bandeiras em favor das minorias e contra as injustiças. “Sangue, Lágrima e Suor” – seu primeiro álbum – reúne as melhores canções criadas e aperfeiçoadas durante os mais de 10 anos de engajamento artístico da banda.

Nesse período, a Guerrilha marcou presença em diversos festivais e casas de show do circuito underground da “paulicéia desvairada”, da grande São Paulo e interior, tendo ainda a oportunidade de se apresentar ao lado de bandas de renome como Humana (Chile), Dance Of Days, Hardneja Sertacore, Skarrapatos-ko, Cuieo Limão e Inocentes.

Mr. Huddy

Formada em março de 2014 por José Rildo, vulgo Babu, a Mr. Huddy tem como ideal de levar Hard Rock de excelente qualidade e com influências voltadas aos sons dos anos 70 para os lugares onde se apresenta. Sem pretensão alguma, a banda foi se destacando no cenário autoral e hoje conta com um time de renomados músicos que também respiram e bebem na mesma fonte que o vocalista Babu, caras como o baterista Marcelo Ladwig, o baixista Felipe Pellegrini e o guitarrista Elvis Cardoso.

A banda já percorreu o circuito da cena autoral divulgando o EP Tenho Irmãos. Em 2018, a Mr. Huddy lança o EP e o videoclipe da música “Tenho Irmãos”. Atualmente, a banda vem definindo novos rumos, sempre percorrendo espaços culturais consolidados, como a Feira de Artes da Vila Pompéia, eventos nos quais leva canções autênticas e com pegadas de Hard Rock ointentista, com letras simples de otimismo, paz e amor.

Assim, a Mr. Huddy trilha novos horizontes, levando com garra o bom e velho rock’n’roll, inspirando-se em monstros como Deep Purple, Ufo, Whitesnake e a brasileira Tutti-Frutti. Em breve, a banda fará o lançamento de duas novas canções.

Firegun

Formada em Guarulhos em 2009, a banda FireGun é composta por Raimundo Rodrigues (vocais), Ricardo Oliveira (guitarra), Ivan Santos (guitarra e backing vocais, Samuel Martins (baixo) e Yuri Alexander (bateria). Com um groove metal pesado, riffs bem elaborados e levadas agressivas, suas composições integram um todo coerente e incisivo para criticar as diferenças sociais, a pobreza, a violência das periferias e o completo descaso da administração pública com a cidade e a população.

Em 2013, a banda lança seu primeiro webclip da música “What’s the Reason?”, faixa que dá nome ao primeiro EP da banda, e mais uma música “Break The Chains”. E já que em meio a tantas batalhas as conquistas também fazem parte do universo de todos aqueles que estão imersos na cena undeground, a FireGun comemora o recente lançamento do videoclipe da música “Inheritance”, umas das faixas que compõe o álbum “Inheritance of a Blind Nation”, lançado em agosto de 2017.

Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Vindos de Fortaleza aonde semearam rock, vício, amor, morte e criação marginal desde 2009, Jonnata Doll & os Garotos Solventes atualmente residem em São Paulo e depois de três discos, um single de luto nos dias das crianças, gravaram um novo álbum de estúdio sobre a vida urbana e a experiência de cinco anos como uma formiga forasteira nesse formigueiro de formigas apressadas, para ser lançado no primeiro semestre de 2019

Doma

As I laying Dying, Elitists, Wovenwar, Wage War e August Burns Red são algumas das bandas que influenciam sobremaneira a sonoridade da Doma, resultando numa mistura de harmonia pesada com refrãos marcantes. A banda de Metalcore formada em Guarulhos é composta por Filipe Ceccon (vocais), Felipe Amaral (baixo), Bruno Mantovani (guitarra), Léo Porto (guitarra) e Laedson Vitório (bateria). O nome Doma vem do conceito de redoma, o estúdio da banda, onde os músicos passam boa parte do tempo, criando músicas em diversos estilos e tentando montar o time ideal para esse projeto acontecer.

Atualmente, a banda está finalizando o EP Ciclo Zero, com quatro músicas, trabalhando com a Loud Factory para realização deste trabalho. A banda Doma também lançou recentemente um lyric da música “Mar de Mentiras”, que foi bem aceita pela galera e obteve bastante retorno positivo. Agora, os músicos se dedicam ao preparo de mais um lyric, dessa vez da música “Paletó de Madeira”, com lançamento previsto para o mês de agosto, além de um videoclipe para o final do ano e lançamento do EP nas principais plataformas digitais.

Kalango Kid

Banda formada em 2012, em Guarulhos, por Danilo Perez (ex-Evening Spell), Cesar Franciolli (ex-Evening Spell), Gabriel Delbone (ex-Evening Spell) e Igor Leite, amigos que dividem o divino momento de estar com uma garrafa de cerveja gelada na mão, num bar lotado ao som de muito rock’n’roll. A Kalango Kid nasce inicialmente fazendo covers de Raimundos e Matanza, e hoje dedicam seu repertório exclusivamente a covers de Matanza.

Após diversas apresentações energéticas nas noites boêmias de Guarulhos e São Paulo, alternando entre bares, cervejas, carteados e bebedeiras, em 2014, a banda entra em um breve hiato. Desde seu retorno em 2017 de forma etilicamente honrosa, a banda está se apresentando em vários locais e conta atualmente com a seguinte formação: Cesar Franciolli nos vocais, Danilo Perez no baixo e backing vocal, Cayo Cesar na bateria e Adilton Felipe, na guitarra.

Serviço:

CarnaRock 2019, com as bandas Guerrilha, Astafix, Rise to Face, Firegun, Doma, Jonnata Doll & Os Garotos Solventes, Mr Huddy e Kalango Kid

Data: sábado, 9 de março

Horário: a partir das 14h

Local: Calçadão da Rua Dom Pedro II – Centro/Guarulhos

Entrada gratuita

Classificação livre

Para mais informações acesse: https://www.facebook.com/events/1070402649811876/