Cinema: trajetória e filmografia do Coletivo Polissemia é tema do sexto episódio do Quarentena Incinerante

A trajetória e filmografia do Coletivo Polissemia, grupo de cinema independente formado na cidade de Guarulhos em 2015, é tema do sexto episódio do Quarentena Incinerante, encontro que acontece na próxima segunda-feira, dia 29 de junho, às 19h. O bate-papo é uma iniciativa do Cineclube Incinerante transmitido via videochamada pelo link http://bit.ly/IncineranteQuarentena. Para mais informações, acesse o link do evento no Facebook clicando aqui:

Em seus cinco anos de atividade, o coletivo produziu sete curtas-metragens e fundou o Cineclube Incinerante, que hoje é a principal organização na difusão do cinema guarulhense. 

Sobre o Coletivo Polissemia

O Coletivo Polissemia surgiu a partir da paixão pelo cinema compartilhada entre os membros, com objetivo de realizar a criação, direção, produção, pós-produção e finalização de projetos audiovisuais com qualidade e muita criatividade.

Polissemia também nasce da vontade de crescer e proporcionar opções culturais de qualidade para a população da cidade de Guarulhos. Para tanto, o grupo decidiu ampliar sua atuação, desenvolvendo além dos filmes, oficinas e cine clubes com debates visando a troca de conhecimentos e experiências entre membros e comunidade.

Filmografia

– Necessidade Básica (2015) – dir.: Cláudia Isadora Fernandes e Renato Santos

– Baldeação (2015) – dir.: Isabel Bleiter

– Tempos de Guerra (2016) – dir.: Nelson Simplício

– Repulsa (2016) – dir.: Daniel Torres

– O Orgulho da Nação (2017) – dir.: Rafael Loureiro

– Grupos de Família (2017) – dir.: Renato Santos

– Marta Morta (2018) – dir.: Rubens Mello

Serviço:

Quarentena Incinerante, com o Coletivo Polissemia

Data: segunda-feira, 29 de junho

Horário: 19h

Evento online: para participar, acesse: http://bit.ly/IncineranteQuarentena