Replicantes, Golpe de Estado, Korzus, Leela e Jonnata Doll e os Garotos Solventes se apresentam no Prêmio Dynamite

Cerimônia online será transmitida ao vivo do Teatro Sérgio Cardoso e vai anunciar os ganhadores das 19 categorias da premiação

O Prêmio Dynamite de Música Independente retorna ao Teatro Sérgio Cardoso em uma cerimônia transmitida ao vivo por meio da plataforma #CulturaEmCasa, criada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerida pela Amigos da Arte. A cerimônia que irá anunciar os ganhadores das 19 categorias será realizada dia 14 de outubro, quarta-feira, a partir das 21h. O evento será apresentado por Bianca Jhordão e conta com números musicais com as bandas Replicantes, Golpe de Estado, Korzus, Leela e Jonnata Doll e os Garotos Solventes – a data faz parte da programação de aniversário do Teatro Sérgio Cardoso, que chega em outubro aos seus 40 anos.

O Prêmio Dynamite é um projeto da ACESD sob gestão e produção da Amigos da Arte, com realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. “Sem contar toda a infraestrutura, o profissionalismo e atenção da equipe e da Amigos da Arte no fomento e apoio à manifestações que não são mainstream, a expectativa para o evento é grande, porque será a primeira premiação na qual teremos o componente online e virtual em evidência. Ou seja, é literalmente um recomeço”, diz Pomba, idealizador do Prêmio Dynamite.

Criado em 2002 pelo produtor e ativista André Pomba, o Prêmio Dynamite de Música Independente é a maior e mais tradicional premiação desta cena, tendo sido na época de sua criação o principal mapeador e catalizador da música independente brasileira.

“Quando começamos, éramos a única premiação focada na música independente. O que mudou com o passar dos anos foi a exigência de lançamentos físicos (como CD, EP e demo) para a questão de trabalhos realizados, principalmente das plataformas de áudio e vídeo. Isso mostra que a despeito do mercado estar em retração, a cena continua pulsante e ainda tem muita coisa boa para ser mostrada”, conta Pomba.

Neste ano, as categorias foram divididas em Melhor lançamento de rock, Melhor lançamento de indie rock, Melhor lançamento punk / hardcore, Melhor lançamento de heavy metal, Melhor lançamento de rap / hip hop / black music, Melhor lançamento pop, Melhor lançamento de música eletrônica, Melhor lançamento de MPB, Melhor lançamento de reggae, Melhor lançamento de música instrumental, Revelação, Melhor Selo, Melhor casa de shows alternativos, Melhor Evento, Melhor revista, fanzine, site, blog ou coluna, Melhor programa de TV ou emissora, Melhor programa de rádio ou emissora, Melhor produtora, coletivo ou entidade, personalidade. Além delas, a produção oferece ainda Prêmios Especiais para o conjunto da obra de três personalidades que fomentaram a cena independente ao longo de sua trajetória.