Há 27 anos, o rock perdia a voz e atitude de Kurt Cobain

Projeto de inteligência artificial divulgou “música inédita” feita com base nas composições do Nirvana

Em 8 de abril de 1994, o vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, um dos maiores expoentes do Grunge, foi encontrado morto em sua casa em um bairro de Seattle, nos Estados Unidos. De acordo com o legista, o corpo do músico, que teve a morte decretada como suicídio, ficou lá por pelo menos três dias, visto que o laudo médico aponta que a morte ocorreu no dia 5 de abril.

Com uma alta concentração de heroína em sua corrente sanguínea, Kurt deixou uma carta a um amigo imaginário, chamado Boddah.

“Eu não tenho sentido a excitação de ouvir nem de criar música, ou de realmente escrever… já há muitos anos”, dizia na carta.

Kurt morreu ao 27 anos, assim como outros nomes famosos da música, como Jim Morrison, Janis Joplin, Jimi Hendrix e Amy Winehouse.

O projeto “The Lost Tapes of the 27 club” utilizou a inteligência artificial para colher informações e lançar uma “música inédita” do Nirvana na data de hoje, intitulada Drowned in the Sun. O resultado você confere no link abaixo, com a voz de Eric Hogan, cover de Cobain: